21 de fevereiro de 2013

Mercados: ABERTURA

Os principais índices accionistas europeus iniciaram a sessão com perdas significativas – DAX (-1,58%), CAC (-1,84%) e AEX (-1,84%) – após as Minutas do Fed relevadas ontem terem aumentado a especulação em torno da retirada antecipada dos estímulos à economia norte-americana. Num dia de perdas generalizadas e com todos os sectores negativos, realce para o sector de serviços, que regista a melhor performance da sessão, beneficiando da performance da Casino Guichard e do Dia, com a primeira a recuar 0,51% e a segunda a valorizar 0,27%, após terem divulgado resultados positivos relativos ao exercício de 2012. No polo oposto o sector financeiro regista as maiores perdas, com o Santander e o BNP Paribas a recuarem 2,3% e 3,17% respectivamente. Uma nota para a Allianz, que recua 1,01%, ainda assim uma performance superior à dos seus peers, após a divulgação de resultados anuais que superaram as estimativas dos analistas.
O PSI 20 abriu hoje a sessão a negociar em terreno negativo, estando a recuar neste momento 1,46%, com todas as suas cotadas a registarem perdas - uma performance em linha com a dos restantes congéneres europeus. De entre os títulos que mais desvalorizam, destaque para os do BES, EDP e BCP, a recuarem 2,40%, 2,30% e 1,80%, respectivamente, num dia em que o CEO do PKO, o maior banco polaco em activos, mostrou interesse em adquirir as unidades do Millennium BCP na Polónia, não confirmando se já fez uma proposta formal pelo banco. Em relação às unidades detidas na Grécia, prevê-se que para amanhã o BCP e o Piraeus Bank deverão anunciar o acordo de compra e venda. Já em relação à EDP, soube-se hoje que a eléctrica nacional reforçou a liderança no segmento doméstico no decorrer do mês passado, mas perdeu quota de mercado em todas as classes de consumo empresarial, segundo o relatório da Entidade que regula o sector. Uma nota para a ZON e Portugal Telecom, que negoceiam com perdas menos expressivas, ao recuarem 0,77% e 0,53%